"O seu portal sobre o mundo sertanejo"

José da Silva

Sem Céu e Sem Chão Eduardo Costa e Cristiano Aráujo

Eduardo Costa

Eu tento mudar mas não mudo,
Ao invés de iludir, eu me iludo.
Na vida tem jeito pra tudo
E eu não tomo jeito.

Aqui trancado no meu quarto e o coração sangrando,
Reavaliando os estragos que você me fez.
Com minha alto estima baixa,
Ligando e passando mensagem,
Eu não me vejo com coragem de te amar outra vez.

Eu sei que fui culpado em parte,
Mas cada vez que você parte
É como se a dor de um infarte partisse meu peito.

Eu tento mudar mas não mudo,
Ao invés de iludir, eu me iludo.
Na vida tem jeito pra tudo
Mas eu não tomo jeito.

Sem ar eu tô matando o tempo pra ver se vivo,
Com medo de encontrar você, eu me escondo de mim.
Caminho mas não tenho rumo,
Até minha alma está perdida,
Como é que eu recomeço a vida que você deu fim?

Eu sei que fui culpado em parte,
Mas cada vez que você parte
É como se a dor de um infarte invadisse o meu peito.

Eu tento mudar mas não mudo,
Ao invés de iludir, eu me iludo.
Na vida tem jeito pra tudo
Só eu não tenho jeito.